22/06/2016

Logística reversa: atividade geradora de vantagem competitiva

No desenvolvimento mais profundo do conhecimento da logística e suas ferramentas, surgiu uma nova modalidade, ainda incipiente no meio empresarial, que objetiva atender uma necessidade crescente de gestão eficiente do fluxo de retorno de produtos e materiais. O fluxo inverso na cadeia de suprimentos denominado Logística Reversa, passou a integrar o conjunto das competências logísticas, tendo como foco o que ela sempre sustentou, a satisfação do cliente.

As práticas de logística reversa têm sido incentivadas pelos próprios clientes, que vem modificando sua cultura de consumo. Os consumidores estão exigindo um nível de serviço mais elevado das empresas e estas, como forma de diferenciação e fidelização dos clientes, estão investindo nesta modalidade logística.

Estamos inseridos em um contexto no qual os recursos naturais e as instala√ß√Ķes de disposi√ß√£o final de res√≠duos s√£o finitos e escassos, para tanto, a recupera√ß√£o de produtos e materiais usados √© fundamental para suportar o crescimento da popula√ß√£o e os incrementos nos n√≠veis de consumo. As considera√ß√Ķes mais comuns que se faziam com rela√ß√£o a recupera√ß√£o de produtos, mais antigamente, eram direcionadas √†s √°reas de engenharia da empresa, que tratavam de corrigir perdas internas e sobras nos processos produtivos. Entretanto, a √°rea de log√≠stica veio a ser envolvida neste processo e se preocupar com o gerenciamento de res√≠duos, reuso e reciclagem de pe√ßas.

Em sua maioria, as organiza√ß√Ķes n√£o tratavam com import√Ęncia o gerenciamento e entendimento da log√≠stica reversa. Esta vis√£o vem se modificando e algumas empresas j√° come√ßam a explorar o assunto, e perceber o valor estrat√©gico que este sistema pode trazer em prol de seu desenvolvimento, a LF Parthenon √© uma delas, que h√° um ano vem incorporando estas pr√°ticas em sua f√°brica, buscando uma produ√ß√£o mais sustent√°vel.

A utilização do fluxo reverso de materiais tem o objetivo de devolver os produtos ao longo de sua cadeia de suprimentos até sua origem, para que estes materiais possam ter destinação correta, seja a reutilização, reciclagem ou reparo. Desta maneira, a destinação correta e responsável para eles é realizada. Na figura abaixo, é possível observar claramente como funciona a Logística Reversa:

201606-logisticareversa

Sabe-se que este conceito ainda √© pouco disseminado no Brasil, mas ao mesmo tempo, est√° em constante crescimento, visto que cada vez mais as empresas preocupam-se em reduzir custos, aumentar as vantagens competitivas frente aos seus concorrentes e, al√©m disso, amenizar os impactos gerados por seus produtos no p√≥s-consumo, visto a crescente preocupa√ß√£o com o desgaste do meio ambiente. A utiliza√ß√£o desta pr√°tica mostra-se tamb√©m como uma maneira de respeitar as legisla√ß√Ķes ambientais que cada vez mais est√£o mais r√≠gidas e complexas.

Voltar